Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The name is Mia

Desmistificar o sexo, os sex toys e questões como o assedio. Costumo dizer que tenho um sonho......que uma ou um colega chegue ao trabalho toda descabelada e diga: -Opá avariou.se o vibrador! Em vez de dizer, avariou-se a maquina de lavar!

The name is Mia

29
Set21

Arte e Inspiração

"O Grito", de Edvard Munch

Mia

edvard_munch_-_the_scream_-_google_art_project.jpg

"O Grito", de Edvard Munch

 

Ao contrario do que fiz nos outros textos, este não é sobre a Maria, mas sim sobre mim.

Muitas voltas dá a vida e nem nos meus melhores pesadelos imaginei passar por esta situação pandémica. Sou uma pessoa de medos e fobias. Multidões em lugares específicos dão-me medo. O toque físico dá-me medo. Fico confusa e com dificuldade em raciocinar, a suar e com sensação de falta de ar. Sem falar de sentir o coração a mil.

Como é óbvio e de esperar as situações do dia a dia fazem-me desesperar e o desconfinamento que se avizinha só piora.

Este quadro revela exactamente como me sinto muitas vezes, sozinha num caminho sem fim, tudo á minha volta desfocado e eu com um grito silencioso preso na garganta.

 

 

No desafio participam:

Ana DAna de DeusAna Mestrebii yue, Célia, Charneca Em Flor,  ConchaCristina AveiroGorduchitaImsilvaJoão-Afonso MachadoJosé da XãJorge OrvélioLuísa De SousaMariaMaria AraújoMarquesaMiaMartaOlgaPeixe FritoSam ao LuarSetePartidas

22
Set21

Arte e Inspiração

Stary night de Vincent Van Gogh.

Mia

22158801_LO9Do.jpeg

Stary night de Vincent Van Gogh.

Segundo texto do desafio Arte e Inspiração da Fátima Bento do blog Porque Eu Posso

 

Como tinha algum tempo disponível, resolvi trazer os meus materiais de pintura. É uma actividade que relaxa e tira da mente outras coisas menos boas.

Eu estudei a técnica das pinceladas de Van Goghm,  impasto é o nome, ou seja utilizar a tinta muito grossa para criar relevo e texturas. Um exemplo disso é o Stary night. Puxei a imagem para o meu telemovel e decidida a replicar algum do seu talento, pouco vá, pronto nenhum, iniciei o meu momento zen da semana.

Olhei para aquelas formas circulares e a coisa não saia, até que....fez-se luz. Tirei a camisola e a lingerie e voilá. Umas formas circulares mesmo á maneira. 

Espalhei algumas tintas nos sítios que queria na tela e com os seios comecei a criar formas circulares, sabe-se hoje que quanto menos remexer na tinta melhor. De maneira que uma bola com um seio e outros mais pequenos com o outro e criei, não uma obra prima, mas um emaranhado de bolas giras na tela. O melhor de tudo, é que a tela tinha um segredo.

O segredo das mamas pintoras!

 

 

No desafio participam:

Ana DAna de DeusAna Mestrebii yue, Célia, Charneca Em Flor,  ConchaCristina AveiroGorduchitaImsilvaJoão-Afonso MachadoJosé da XãJorge OrvélioLuísa De SousaMariaMaria AraújoMarquesaMiaMartaOlgaPeixe FritoSam ao LuarSetePartidas

Passem por lá, é giro ver os texto completamente diferentes que surgem.

20
Set21

A arte de ter confiança em 3 passos.

Mia

pexels-photo-7148647.jpg

 

Sabem uma coisa, a arte de ter confiança é tudo na vida. O chamado e agora tão badalado mind set. Se te sentires bem, teres confiança em ti e em quem és, é meio caminho andado para tudo.

Por exemplo:

Um lugar para estacionar apertado. Então não consigo?, claro que consigo, se já o fiz tanta vez, e pimba, na descontracção de quem sabe, o carrinho todo la dentro, do lugar de estacionamento claro. 

 

Entrar num lugar onde está alguém que detestas e ou que te intimida? Cabeça levantada, costas direitas, andar firme, se conseguires pôr um batom vermelho antes, melhor.

 

Entras numa loja xpto e as funcionárias olham para ti de ladex. Ignora, continua a tua procura e quando alguém se dirigir a ti, responde com um sorriso e um bom dia ou boa tarde e formula uma pergunta pertinente que á partida sabes que a funcionária não sabe responder.  Baixam logo a bola. Tudo isto claro com uma postura corporal aberta, mamas para frente e tudo e tudo.

 

Num date ou grupo de amigos em que queres impressionar um em especifico. Mantém conversa ligeira e minimamente inteligente, não concordes com tudo só porque sim. Sorriso fácil e pelo amor da santa não sejas uma apita ao comboio

E é isto

Sentires-te bem contigo

Ter confiança

Saberes quem és e o que procuras.

 

Atitude meus queridos e queridas, mesmo que por dentro não esteja lá tudo muito bem, mas uma atitude positiva até nos muda sem darmos por isso.

 

15
Set21

Arte e Inspiração "A Grande Onda de Kanagawa" de Katsushika Hokusai

Mia

grande onda de kanagawa.jpeg

"A Grande Onda de Kanagawa" de Katsushika Hokusai

Primeiro texto do desafio Arte e Inspiração da Fátima Bento do blog Porque Eu Posso, Fátima já te disse que adoro o nome do teu blog? Porque eu posso, diz tudo!

Os meus textos não vão fugir ao tema do meu blog, sintam-se á vontade para não ler já que pode descambar um bocado. Vou adaptar as palavras e transpor para os sonhos da Maria, a personagem do meu blog de contos eróticos. Estes contos só vão ser publicados aqui,  não poderão ler no outro blog o inconfess@avel.  Espero que se Divirtam tanto como eu me divirto a escreve-los

 

Uma capacidade que desenvolvi em adolescente é a de sonhar acordada, invento situações. quase todas de romance. Logo eu que me meto nesta trapalhada de ser submissa, eu a Maria a sonhadora parva do romance.

Então eu costumava sonhar que conhecia um gato todo super giro, romântico que me levava a passear no seu barco. Um barco á vela, daqueles com cordas em todo o lado e velas de pano brancas e um leme como se vê nos filmes.

Depois de um jantar romântico, onde ele é muito atencioso, inteligente, com boa conversa, começamos nos finalmente, nos amassos. Beijos, beijos molhados, exploração labial com a língua, mordidelas e beijos nas bochechas. 

O vento disse olá, e o meu par, como marinheiro experiente que era, disse que era melhor voltarmos. Equipamento xpto e tal, que não ia içar as velas, que íamos de motor ligado para ser mais seguro. Muito beijo, muito amasso, dedos atrevidos a passear. Estava frio, descemos para nos abrigarmos do frio e chuva, ele disse que não fazia mal.

A oscilação piorou muito, já não conseguia estar de pé, o barco gemia e rangia por todos os lados. Subimos para o convés, o tempo estava alteradissimo. Escuro, carregado de nuvens. O mar estava furioso, ondas sucediam-se, uma maior que a anterior.

Ouvi um estalo maior que os outros, o mastro tombou, fez um rombo num dos lados e a água começou a entrar e a ficar. Olhei para o meu par aterrada.

Lamento Maria disse ele. Só tenho um colete salva vidas, agarra.te ás cordas pode ser que consigas não cair na água. Vi consternada o meu namorada amoroso e atencioso vestir o colete e começar a lançar o sos no rádio.

Vi-a ao longe, grandiosa, plena da sua força. Quando chegou perto de nós elevou o barquinho e quebrou-o ao meio, senti as mãos a resvalar na corda e caí. Senti a força do mar, não conseguia respirar o suficiente,um peso no peito. Fui descendo no frio escuro e estranhamente silencioso. 

Abri os olhos, aquele sonho estava esquisito, afinal tinha o meu gatinho em cima de mim!

 

 

 

14
Set21

Maluqueiras á parte

Mia

erotica-979543_960_720.jpg

 

Eu tenho um preconceito. Chateia, incomoda e quero muito livrar-me desta treta.

Vou falar de gays. De homens gays. Acho uma graça alguns maneirismos. Quando são exagerados, claro que não gosto, mas há qualquer coisa que fascina, atrai e até dá tesão ver um homem gay que saiba utilizar bem o corpo. Tou a falar de homens.

Mulheres gay. Não acho mesmo piada nenhuma. Sim há as absolutamente adoráveis, femininas, protectoras com meiguice. Masss depois há as mulheres masculinas, cabelos curtos, mamas nem vê-las, secas como uma ameixa. Só falta terem barba. E é precisamente aqui que fico chateada, porque é que não acho piada e fico até um bocado incomodada. É preconceito meu? Como é que posso ultrapassar? Fico incomodada porque gosto e não gosto de gostar?

Help

Mais sobre mim

Sigam-me

Blog de contos eróticos

Instagram @ashistoriasdamia

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub