Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The name is Mia

Desmistificar o sexo, os sex toys e questões como o assedio. Costumo dizer que tenho um sonho......que uma ou um colega chegue ao trabalho toda descabelada e diga: -Opá avariou.se o vibrador! Em vez de dizer, avariou-se a maquina de lavar!

The name is Mia

09
Jun19

kadelas ide cadelar para outro lado

Mia

pionés.jpg

 

Foto de Ruben Rego

Já falei aqui montes de vezes acerca das gaijas que se fazem aos gaijos descaradamente. Estamos num mês de festas, a malta quer descontrair um bocado, estar com os amigos, divertir-se.

As kadelas que não percebem ou não querem perceber uma rejeição e insistem, insistem...cansam.

Hoje á noite levo um pionés, quem insistir em roçar-se vai espetar o cu num pionés.

30
Jul18

Vamos falar de boleias

Mia

e59b9e08.gif

 

Vamos falar de boleias? Sim vamos. Vamos falar do assédio que pode gerar uma simples boleia.

A capacidade do ser humano de utilizar o pedido de boleia com segundas intenções já não me surpreende.

Colegas de trabalho que têm que ir a uma formação longe, colegas de escola que partilham percurso e combinam para minimizar custos, amigos depois de uma jantarada dão boleia uns aos outros. Até aqui nada de especial.

O problema começa quando existe um ou uma que tira partido da boa vontade de outro. A partir daqui, começa o abuso e o assédio. Quem ofereceu boleia começa a sentir que é obrigação e quem recebe boleia inicia um processo químico no cérebro que induz ao sentimento de posse.

Afinal já não é um grupo, mas apenas dois que têm que ir a formação longe.

Afinal os que partilham percurso, já são apenas dois e desses dois apenas um é que leva o carro.

Afinal o grupo de amigos, transforma-se em apenas um ou dois e a boleia só da jeito a quem a recebe.

Mas como a ideia tem precedentes, quem pede boleia acha que pode continuar usufruir e vai mais longe. Partilha de custos fica esquecida no meio da conversa. Uso e abuso de contacto telefónico para "combinar".

O esquecimento de objectos também é recorrente, carteiras, cachecóis, a garrafa de agua xpto, o que vier a ideia. Para a boleia não fugir, claro.

E por ultimo, a cartada final, a borrifadela que falo neste post. A bela da borrifadela no carro, como quem diz, eu estou aqui!

 

 

 

 

06
Jun18

Proteção de dados, a ilusão.

Mia

teclado-con-el-botón-del-sexo-35843520.jpg

 

Tanto se tem falado em proteger os nossos dados, e que temos que dar autorização para tudo e mais alguma coisa, um arraial de spam no mail por causa deste assunto. Parece-me que ninguém se lembra que por muito que as empresas se comprometam e cumpram a lei, nada , mas nada nos protege da manipulação humana nos nossos dados pessoais. Posso dar um exemplo e aqui entra também a questão do assédio.

Vais a uma clínica, precisas de fazer análises.

-Já é nosso cliente? Não

-Então vamos fazer a ficha, tem o seu CC? Sim. (Pimba, forneces os dados todos do cc, não só á empresa mas também á pessoa que te atende)

-Tem telefone de contacto? Sim (Pimba 2, dar o teu contacto de telemóvel não só á empresa mas também a quem que te está a atender)

-Prefere receber os resultados em papel ou prefere que lhe envie por mail? Por mail por favor. (Pimba 3, estás a dar o teu mail ao funcionário/a que já está a esfregar as mãos de contente)

 

Quais são as implicações reais?

Acabaste de te colocar numa lista para futuros contactos comerciais.

Acabaste de dar material a um/uma stalker.

Pelo mail, nome, telefone, nome dos pais...estás a dar lenha para te encontrarem no face. Se não pelo teu nome, pelo nome dos teu paizinhos de certeza. Por aqui consegue-se saber muito acerca de uma pessoa. E lá vem o pedido de amizade inocente, depois um follow no insta, conseguem imaginar? Sim é isso mesmo. Stalker á vista.

 

Evitem ao máximo dar o cc, tenham um mail próprio para este tido de correio, e por amor de deus não coloquem o telemóvel nas redes sociais, datas de nascimento. Se for possível separem a vida pessoal da profissional, e tenham cuidado com os detalhes que tornam públicos.

 

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.